19 de setembro de 2020

Radioca #480 – Especial rock brasileiro atual

Programa Radioca inédito para mostrar para vocês um pouco do que anda rolando na cena do rock atualmente em várias partes do país, como aqui na Bahia, no Ceará, Pará, Rio Grande do Norte, Goiás, Sergipe, Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. Tem rock psicodélico, instrumental, pós rock, rock dos anos 50, pesado, pop rock, enfim rock para todos os gostos. No cardápio bandas como Molho Negro, The Baggios, Boogarins, além de algumas bandas baianas, como Rubatosis, Iorigun e Dona Iracema.

Taco de Golfe - Viu, man
Joanatan Richard - My Baby, Baby
The Baggios - Limaia
O Terno - 66
Molho Negro - O Jeito de errar
Dona Iracema - Volta pra Casa João
Camarones Orquestra Guitarrística - Tsunami
Jonnata Doll e os Garotos Solventes - Filtra me
Rubatosis - H
Boogarins - Inocência
Iorigun - Hold On
Black Pantera - Prefácio
Autoramas - Fale Mal de Mim

4 de fevereiro de 2019

Radioca #426 – Retrospectiva 2018 – parte 2

Radioca retrospectiva 2018 2

Nessa segunda parte da Retrospectiva 2018, o Radioca prossegue focando nos destaques aos discos, músicas e artistas da música brasileira contemporânea que chamaram atenção em 2018. Neste programa, destacamos nomes como Erasmo Carlos, Ava Rocha, Cordel do Fogo Encantado, Autoramas, The Baggios, Djonga, Bixiga 70, Edgar, Maria Beraldo, Jonas Sá, entre outros.

Erasmo Carlos - Não Existe Saudade no Cosmos
Ronei Jorge - Noites de Goiabada
Juliano Guerra - Cilada
Amaro Freitas - Trupé
Cordel do Fogo Encantado - Liberdade a Filha do Vento
The Baggios - Espada de São Jorge
Autoramas - Ding Dong
Bixiga 70 - Quebra-Cabeça
Ava Rocha - Lilith
Jonas Sá - Puberdade
Edgar - O Amor está Preso?
Djonga - Atípico
Maria Beraldo - Helena

Programa #426

28 de novembro de 2018

Radioca #421 – Festival Radioca 2018

festival radioca 2018

Que tal relembrar o Festival Radioca 2018? Aqui uma mostra com músicas dos artistas que foram atração na quarta edição do festival. Um apanhado com Letrux, Luedji Luna, Maglore, Academia da Berlinda, Larissa Luz, Don L, Wado, The Baggios, Maria Beraldo e Duo B.A.V.I.

Duo B.A.V.I. - Insolação
Academia da Berlinda - Dorival
The Baggios - Espada de São Jorge
Wado - Bailar dos Barcos
Maglore - Todas as Bandeiras
Academia da Berlinda - A Briga do Pintinho com o Gato
Duo B.A.V.I. - Na Cordadeira
Luedji Luna - Banho de Folha
Larissa Luz - Mama Chama
Don L - Fazia Sentido
Maria Beraldo - Tenso
Letrux  - Que Estrago

Programa #421

2 de novembro de 2018

Radioca #420 – Especial The Baggios

The Baggios Por Alfredo Portugal peq

O programa traz mais um especial focado nas atrações da quarta edição do Festival Radioca, que acontece de 9 a 11 de novembro no Largo Quincas Berro D'Água, no Pelourinho. O destaque desta vez é a banda The Baggios, que aparece com músicas de seu novo disco, Vulcão, e em uma entrevista sobre o álbum, as referências, a cena musical atual e muito mais. No repertório, além de músicas da banda, temos algumas de suas influências, como Alceu Valença e Raul Seixas e bandas como Boogarins, O Terno,  Far From Alaska e muito mais. Veja aqui a entrevista na íntegra com a The Baggios.

The Baggios - Vulcão
Raul Seixas - Eu Também vou Reclamar
Alceu Valença - Cabelos Longos (disco Molhado de Suor 1974)
Taco de Golfe - Gira
Héloa - Super-Herói
The Baggios part. BaianaSystem - Deserto
The Baggios part. Céu - Bem-te-vi
Boogarins - Avalanche
O Terno - Culpa
Far From Alaska - Pizza
The Baggios - Caldeirão das Bruxas

Programa #420

2 de novembro de 2018

Entrevista com The Baggios

The Baggios Por Alfredo Portugal 3 - peq

O Radioca dá seguimento a uma série de entrevistas com as atrações da IV edição de seu Festival, que acontece de 9 a 11 de novembro, na Praça Quincas Berro D`Água, em Salvador. Nessa, o papo foi com Julio Andrade, o Julico, vocalista, guitarrista e compositor da banda sergipana The Baggios. Entre outras coisas, ele falou do novo disco, das referências, do rock atual no Brasil, da cena sergipana.

Veja também:
Entrevista com Letrux
Entrevista com Don L
Entrevista com Maglore
Entrevista com Wado
Entrevista com Luedji Luna
Entrevista com Maria Beraldo

-----------------------------------------------------------------

- Para começar que que vocês falassem do disco novo "Vulcão", o que ele traz de novidade em relação aos anteriores?

- Como foi o processo de criação e produção dele?

- A música de vocês tem blues, tem rock, mas tem também uma carga regional, talvez nem tanto na sonoridade, mas no universo que vocês criam. Queria que falassem um pouco dessa sonoridade, dessas referências, e falassem desse sotaque tão presente na música de vocês.

- Vocês vem de um estado de pequenas dimensões, onde devem enfrentar bastante dificuldades, ainda mais sendo uma banda de rock independente. Como está a cena de Sergipe atualmente e como é encarar essas dificuldades?

- Apesar disso, vocês são bem recebidos pela crítica, circulam bastante, como vêem a cena independente brasileira atualmente?

- E como vêem o rock atual? Boa parte dos fãs de rock pararam no tempo, não se atualizaram e pouco enxergam do cenário de artistas atuais. Como vocês enxergam isso e essa cena atual?

- Queria que aproveitasse para destacar dois/ três nomes dessa cena e falasse um pouco deles.

- Tem uma coisa que sempre pedimos para nossos convidados no programa que é destacar duas de suas músicas e que fale um pouco delas.

- Como vai ser o show de vocês no Radioca, vai ser focado no disco novo, como estão os preparativos?

27 de outubro de 2018

IV Festival Radioca reúne 11 shows em três dias

home site radioca

Pela primeira vez ocupando o Largo Quincas Berro d’Água, no Pelourinho, evento de música brasileira, patrocinado pelo Natura Musical, Cerveja Devassa e Estado da Bahia, destaca diversidade de origens e presença da mulher

A música que você ainda vai ouvir. Este é o espirito do Festival Radioca, evento realizado em Salvador que mapeia a música brasileira contemporânea e apresenta suas apostas sobre o que o público interessado vai curtir experimentar, ver ao vivo, incluir na sua rotina. A 4ª edição ocorre de 9 a 11 de novembro, no Largo Quincas Berro d’Água, no Pelourinho, apresentando 11 shows em três dias. Neste ano, destaca-se a diversidade de origens da escalação, vinda de sete estados diferentes, ao mesmo tempo em que a presença de baianos é recorde: serão cinco as atrações da Bahia. Ainda é potente a seleção feminina, com quatro cantoras em carreira solo demonstrando a razão de estarem na lista dos principais acontecimentos da cena musical do país.

Na noite de abertura da sexta-feira (9/11), a partir das 19h, estão na grade Sonora Amaralina (BA), Wado (AL) e Academia da Berlinda (PE). No sábado (10/11), a partir das 16h, a lista inclui Maria Beraldo (SP), The Baggios (SE), Larissa Luz (BA) e Letrux (RJ). Já o domingo (11/11), também iniciando às 16h, é a vez de Duo B.A.V.I. (BA), Don L (CE), Luedji Luna (BA) e Maglore (BA). Ingressos individuais para cada data e um superpassaporte para os três dias estão disponíveis em www.sympla.com.br/radioca2018 e nas lojas Midialouca.

“Mais uma vez o festival prima pela qualidade e diversidade de nossa música, sem se ater a estilos ou formatos. Gostamos de levar ao público o que ele conhece e gosta dessa produção contemporânea, mas também fazemos questão de apresentar possibilidades, provocar os instintos com algo que ele pode gostar mesmo ainda não conhecendo”, afirma o jornalista Luciano Matos, um dos curadores do Radioca, ao lado dos músicos Roberto Barreto e Ronei Jorge. Este mesmo trio é o condutor do Programa Radioca, veiculado há uma década pela Rádio Educadora FM Bahia, e que originou a criação do festival. Para a seleção da grade, eles buscam seguir a lógica do programa e apresentar artistas relevantes em atividade no Brasil, fisgando pérolas já reconhecidas ou que merecem ser (mais) conhecidas, unindo gente que está despontando ou em reinvenção na carreira. “Não é uma diversidade gratuita. Temos a música brasileira em sua riqueza, rap, música experimental, rock, samba, música latina, tudo junto. E é por isso também que a Bahia se destaca. Temos um cenário muito rico e fértil aqui, ganhando cada vez mais força nacionalmente. Continuamos valorizando isso, dando respaldo a nomes que acreditamos estarem produzindo uma nova identidade musical baiana”, conclui Luciano.

O Festival Radioca tem patrocínio de Natura Musical, parceiro pelo terceiro ano, da Cerveja Devassa e do Estado da Bahia, via Fazcultura. “Desde 2017, o programa patrocina festivais que trazem aos palcos uma diversidade de artistas e bandas capazes de amplificar debates contemporâneos. Eventos como o Festival Radioca ampliam as oportunidades de palco para os artistas e contribuem para a formação e ampliação de um público jovem para a música brasileira”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

O evento conta ainda com uma feira, desta vez assumida pela Pedra Papel Tesouro (PPT), iniciativa estabelecida na rotina soteropolitana há dois anos, que reúne impressos, paisagismo e gastronomia, fomentando o mercado criativo local. Artistas, designers e editores apresentam e comercializam sua produção, numa seleção que busca a qualidade e a autenticidade. “Nosso desafio é continuar proporcionando ao público a melhor experiência possível com a música e estamos muito animados em nos desafiarmos num novo lugar, dessa vez. Vamos utilizar a Quincas de uma forma diferente, não vemos a hora”, conta Carol Morena, coordenadora do Radioca.

O ESPAÇO – Um dos três largos dedicados a eventos e espetáculos no Pelourinho, coração do Centro Histórico de Salvador e um dos principais pontos turísticos e de lazer da cidade, o Largo Quincas Berro d’Água, recém-reformado, será transformado pelo Radioca. Como já é tradicional em sua realização, o evento trará ao espaço uma ambientação própria, personalizando o acolhimento aos artistas e público com conforto, belas surpresas e a qualidade de sempre.

O Quincas tem seu nome inspirado no protagonista do livro “A morte e a morte de Quincas Berro d’Água”, de Jorge Amado. Criado na década de 1990, reaberto em dezembro passado com infraestrutura requalificada, instalações modernizadas e normas de segurança atualizadas, o local ocupa área tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), sendo gerido pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) e pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), vinculados à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

ATRAÇÕES
LETRUX (RJ) – Em seu primeiro show de carreira solo em Salvador, a cantora vem com a turnê do álbum de estreia, “Letrux em Noite de Climão”, lançado no ano passado e eleito melhor disco do ano pelo Superjúri do Prêmio Multishow.

MAGLORE (BA) – Maior nome do pop-rock contemporâneo da Bahia e um dos grandes expoentes da cena nacional, a banda comemora um ano de lançamento do aclamado “Todas as Bandeiras”, num show especial e inédito na cidade, acompanhado de um trio de metais.

DON L (CE) – Um dos mais inovadores, ousados e provocadores nomes do rap e da música brasileira atual. Em turnê do disco “Roteiro pra Aïnouz, Vol.3”, seus beats são ora sinuosos e melancólicos, ora furiosos, como sua forma de cantar.

LARISSA LUZ (BA) – Potência da música negra, soma à sua produção uma atitude engajada e ativista, fazendo da música ferramenta política. Mergulha na cultura afro-brasileira e mundial sob uma perspectiva feminina. Em 2019, lançará seu terceiro disco com apoio de Natura Musical.

ACADEMIA DA BERLINDA (PE) – Com quatro discos lançados em 14 anos, exibe em seu repertório os traços culturais de Olinda, da música pernambucana e afro-caribenha. O cotidiano, o amor e a boemia se emaranham com o cancioneiro popular, remetendo aos antigos clubes de dança das décadas de 1960 e 70.

WADO (AL) – No show de seu mais recente álbum, o elogiado “Precariado”, o repertório se inspira no samba para trazer a sonoridade pop, eletrônica e contemporânea presente em toda a obra do cantor e compositor, tendo um apanhado das faixas mais festivas de seus 10 discos.

LUEDJI LUNA (BA) – Estrela da música contemporânea da Bahia, tem sua carreira em franca ascensão a partir de seu primeiro disco, “Um Corpo no Mundo” (2017), nascido do encontro entre a negritude, a espiritualidade e o urbano. Música fluida, com referências que transitam. Foi selecionada pela Natura Musical para sair em turnê pelo Brasil ao longo deste ano.

THE BAGGIOS (SE) – Com 14 anos de estrada, a banda chega com uma novidade fresca – o álbum “Vulcão”, patrocinado pela Natura Musical, quarto da discografia, que será lançado em outubro. O disco é inspirado pelos sons africanos e orientais, em fusão com ritmos nordestinos.

MARIA BERALDO (SP) – Pela primeira vez em Salvador em carreira solo, a cantora, compositora e clarinetista apresenta o recém-lançado álbum “Cavala”. Experimenta sonoridades do pop, música eletrônica e música de ruído. Forte identidade, estruturas concisas, poucos elementos e curtas durações.

DUO B.A.V.I. (BA) – A dupla, formada por Anderson Petti e João Almy, une o berimbau e o violão num jogo de ambiências. Agrega a aparelhagem eletrônica para expandir possibilidades melódicas, modular frequências, criar overdubs e aplicar efeitos, interagindo com o violão. Será o primeiro show após lançamento do EP e de turnê pela Espanha.

SONORA AMARALINA (BA) – Formada por nove integrantes de longa estrada e de diferentes nacionalidades da América do Sul – Argentina, Chile, Uruguai e Brasil –, exprime tradições musicais latinas, especialmente o Cúmbia, música típica nacional da Colômbia.
IV FESTIVAL RADIOCA
9, 10 e 11 de novembro de 2018
No Largo Quincas Berro d’Água (Pelourinho)

GRADE DE ATRAÇÕES

- Sexta-feira, 9 de novembro, a partir das 19h
Sonora Amaralina (BA)
Wado (AL)
Academia da Berlinda (PE)

- Sábado, 10 de novembro, a partir das 16h
Maria Beraldo (SP)
The Baggios (SE)
Larissa Luz (BA)
Letrux (RJ)

- Domingo, 11 de novembro, a partir das 16h
Duo B.A.V.I. (BA)
Don L (CE)
Luedji Luna (BA)
Maglore (BA)

INGRESSO PARA SEXTA-FEIRA: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
INGRESSO PARA SÁBADO OU DOMINGO: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)
SUPERPASSAPORTE PARA TRÊS DIAS: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia)

Preços finais de último lote
Venda online: www.sympla.com.br/radioca2018
Venda física: Midialouca (Rio Vermelho, 8h a 0h; Pelourinho, 9h às 13h e 14h40 às 18h)

12 de setembro de 2018

Radioca #410

Radioca 410

Neste programa destacamos algumas das atrações da quarta edição do Festival Radioca, que acontece em novembro. São nomes como Academia da Berlinda, Larissa Luz, Maria Beraldo e Don L. Destacamos também nomes do rock brasileiro atual, como Nevilton, Canto dos Malditos e The Baggios. Tem ainda Elza Soares cantando Tulipa, Leo Cavalcanti cantando Angela Ro Ro, Illy cantando Confraria da Basófia, Johnny Hooker e Liniker juntos, Criolo, Julliano Gauche, entre outros.

Illy - Djanira
Academia da Berlinda - Dorival
Larissa Luz - Descolonizada
Don L - Eu Não te amo
Criolo - Não Existe Amor em SP
Maria Beraldo - Da Menor Importância
Johnny Hooker  e Liniker - Flutua
Elza Soares - Banho
Juliano Guache - Pra Festejar em Silêncio
Leo Cavalcanti - Came e Case
Nevilton - Confuso
The Baggios - Brutown
Canto dos Malditos na Terra do Nunca - A Deriva

Programa #410

4 de setembro de 2018

Radioca #409

radioca409

Mais um programa que o Radioca faz um apanhado do que vem sendo produzido na música brasileira, misturando gente nova com veteranos, jazz com lambada, rock com música tradicional nordestina. É tudo música brasileira nova e de alto nível. Nesse programa destacamos alguns artistas que trafegam pela tradição da música brasileira e em especial a nordestina, como Renata Rosa, Isaar, Zé Manoel e os grupos baianos Sertanília e Pirombeira. Tem também quem trafegue pelos sons do norte e Caribe, como Marcelo Nakamura e Figueroas. Por outro lado, destacamos também o novo rock brasileiro, com novidades das bandas Catavento, Vento e Vivendo do Ócio, além de Vaguart, The Baggios e Karina Buhr.

Zé Manoel – Água Doce
Pirombeira – Lugar
Isaar – Borboleta Amarelinha
Renata Rosa - Me Leva
Sertanília - O Mundo de Dentro da Minha Cabeça - Feat. Renata Rosa
Figueroas - Lambada Para Bangladesh
Marcelo Nakamura – Tucumã com Queijo
Ventre - O Corte
Catavento - Panca Úmida
Karina Buhr – Eu Sou um monstro
Vanguart – Todas as Cores
Vivendo do Ócio - Il Tempo
The Baggios - Vou Danado pra Catende

Programa #409

24 de agosto de 2017

Radioca #369

radioca369

Alguns dos nomes que mais chamaram atenção do Radioca nos últimos meses estão reunidos nesse programa. Em destaque um combo de cantoras que gostamos muito: Iara Rennó, Livia Nery e Anelis Assumpção. Também algumas das bandas do rock nacional que mostram como o gênero continua vivo e ativo, com nomes como O Terno, The Baggios e Cidadão Instigado. Tem ainda veteranos de primeira, como Di Melo e André Abujamra, e alguns dos compositores de mão cheia que mostram a quantas anda nossa música, como Siba, Saulo Duarte e Jonas Sá. Tudo isso e muito mais música, bate-papo e informação.

O Terno – Culpa
Saulo Duarte e a Unidade – Na Terra Vermelha (feat. Russo pass.)
Siba – Ariana
Di Melo – Salve a Bandeira
Iara Rennó – Sonâmbula
Coutto Orquestra – Forbelle
Vince de Mira – A Ver Navios
Livia Nery – Vulcanidades
Anelis Assumpção – Eu Gosto assim
The Baggios – Soledade (feat. Fernando Catatau)
Cidadão Instigado – Os Viajantes
André Abujamra – Mendigo
Jonas Sá – Ah, Monalisa!
Cidadão Instigado – El Cabrone (O Caçador de Zé Doidins)

Programa #369

Para download clique na seta para baixo na imagem acima.

logo-radioca
O
O
O
O
O

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO