21 de fevereiro de 2019

Radioca #428

radioca 428 home

As boas novidades aparecem também vindas das cabeças dos veteranos e o Radioca não despreza isso.  Dois deles estão com trabalhos novos e destacamos nesse programa, Jards Macalé, aqui numa parceria com Tim Bernardes e o baiano Tuzé de Abreu. Esse programa tem também o árvore genealógica, com Tom Zé e o gaúcho Juliano Guerra. Tem ainda Roberta Sá, Marcelo D2, Lucas Santtana, Djonga, Afrocidade e música nova de Andrea Martins.

Jards Macalé  e Tim Bernardes - Buraco da Consolação
Tuzé de Abreu - Totem
Tom Zé – Tô
Juliano Guerra – Neura
Cris Braun & Dinho Zampier - Harpia
Luca Santtana – Partículas de Amor
Andrea Martins - Espelho da Sereia
Mahmundi - Qual é a Sua?
Djonga – A Música da Mãe
Marcelo D2 - Febre do Rato
Quito Ribeiro – Artificial
Roberta Sá – Novo Ilê
Afrocidade – Que Swing é esse

Programa #428

8 de maio de 2017

Radioca #359 – Especial Versões

radioca359

Uma edição especialíssima do Radioca dedicada a clássicos e obras já consagradas no cenário brasileiro e até internacional, em releituras feitas por artistas das mais novas gerações. Tem Fernanda Takai recriando Robertinho do Recife, o baiano Lucas Santtana cantando Bob Marley, tem Gilberto Gil na voz de Manuela Rodrigues, Juçara Marçal e Russo Passapusso juntos em um cântico popular de capoeira, Céu cantando Martinho da Vila, The Baggios turbinando Alceu Valença, Márcia Castro recriando Monsueto Menezes e muito mais.

Manuela Rodrigues – Extra II (Gilberto Gil)
Zelia Duncan com Martinho da Vila - É de Estarrecer (Itamar Assumpção)
Marcia Castro com Mayra Andrade - Na Menina dos Meus Olhos (Monsueto Menezes)
Céu - Visgo de Jaca (Martinho da Vila)
Goma-Laca - Juçara Marçal e Russo Passapusso - Cala boca Menino (Tema de capoeira da Bahia adaptado por Dorival Caymmi)
Filipe Lorenzo - Mirê Mirê (Antonio Carlos & Jocafi)
Lucas Santtana - Punky Reggae Party (Bob Marley)
Laya - Hotel das estrelas (Jards Macalé e Duda)
Jussara Silveira - A Volta de Xanduzinha (Tom Zé)
Fernanda Takai - Seja o meu Céu (Robertinho do Recife e Capinam)
Autoramas - Garotos II (Leoni)
The Baggios - Vou Danado pra Catende (Alceu Valença)

Programa #359

Para download clique na seta para baixo na imagem acima.

8 de fevereiro de 2017

Radioca #351 – Especial Festival Radioca 4 – Jards Macalé e Retrofoguetes

radioca351-home

Os artistas que estiveram na 2ª edição do Festival Radioca ganharam programas especiais, focando suas carreiras e alguns artistas de sua órbita. Sempre dois nomes destacados por programa. Nesse quarto e último, focamos no universo musical do veterano Jards Macalé e da banda Retrofoguetes.

Mergulhamos na fase 70 de Jards, além de destacarmos artistas influenciados por ele ou cantando suas músicas, como Metá Metá e Márcia Castro.  Do Retrofoguetes, apresentamos música de seu disco mais recente, a banda que originou o grupo, o Dead Billies, além de artistas contemporâneos ou influenciados, como Nancyta e Ivan Motosserra.

Alberto Continentino - Sessão da Tarde
Ivan Motosserra - Tsu
Nancyta - Beijo Amago
Retrofoguetes - El Vibora
Retrofoguetes - Conexão Istambul
The Dead Billies - I can't Help Myself from Gettin'it on
Laya - Hotel das Estrelas
Ava Rocha - Beijo no Asfalto
Rubinho Jacobina - Calma
Jards Macalé - Negra Melodia
Jards Macalé - Farinha Do Desprezo
Metá Metá - Let's Play That
Marcia Castro - Revendo Amigos

Programa #351

Para download clique na seta para baixo na imagem acima.

19 de dezembro de 2016

Radioca #345 – Especial Festival Radioca

IIfestivalradioca2

Pelo segundo ano consecutivo, o Radioca ultrapassou as fronteiras do dial e se materializou em um festival. Nessa edição do programa, Ronei Jorge, Luciano Matos e Beto Barreto apresentaram o II Festival Radioca, com uma seleção, quase exclusivamente, de músicas dos artistas que estiveram no evento. Com direito ao lançamento de dois discos, o novo do Retrofoguetes, 'Enigmascope Volume 1', e o segundo da banda goiana Carne Doce, 'Princesa'. Teve o sempre interessante quadro “Árvore Genealógica”, com Cátia de França e JosyAra, mostrando a influência da artista paraibana na obra da baiana. O programa trouxe ainda as demais atrações do festival: Giovani Cidreira, Jards Macalé, Aláfia, Karina Buhr, e a paraense Dona Onete.

The Baggios - Sina
Jards Macalé – Farinha do Desprezo
Giovani Cidreira – Trem de Outra Cidade
Retrofoguetes – El vibora
Retrofoguetes – Conexão Instambul
Karina Buhr - Dragão
Aláfia – Salve Geral
Carne Doce - Artemísia
Carne Doce - Sereno
Cátia de França – Coito das Araras
Josyara – Essa Cobiça
Dona Onete - Banzeiro

Programa #345

Para download clique na seta para baixo na imagem acima.

4 de novembro de 2016

II Festival Radioca faz apanhado da música brasileira contemporânea

O evento acontece nos dias 3 e 4 de dezembro, no Trapiche Barnabé, em Salvador, com nomes como Jards Macalé, Aláfia e Dona Onete no line-up

festival radioca

 Em sua segunda edição, o Festival Radioca se consolida como espaço de encontro entre o público baiano e a música brasileira contemporânea em sua diversidade de estilos. Nos dias 3 e 4 de dezembro, às 16h, oito atrações de várias partes do país se apresentam no Trapiche Barnabé (Av. Jequitaia, n. 5, Comércio – Salvador). As entradas custam R$30 e R$15 (meia) e estão disponíveis no site Sympla, nas lojas Mito (shoppings Salvador e Paralela) e RV Cultura e Arte (Av. Cardeal da Silva, 158, Rio Vermelho).

Originado do programa de rádio de mesmo nome (Educadora FM, domingos, às 19h), o festival prima igualmente pela diversidade, sem apostar em apenas um único estilo. Para formar esse “colorido de sonoridades”, estão na programação nomes como Giovanni Cidreira (BA), com sua mistura de MPB setentista, soul music e indie rock, e a sonoridade universal de Josyara (BA), fortemente influenciada por ritmos tradicionais brasileiros, ambos uma safra recente da música baiana. A surf music dos Retrofoguetes (BA), banda instrumental que mistura tango, mambo, jazz, polca, bossa nova, cinema e quadrinhos, completa o time da Bahia.

Um dos objetivos do Radioca é trazer trabalhos inéditos para a cidade, caso de “Selvática”, disco mais recente de Karina Buhr (PE), que não teve apresentações em Salvador, e da banda Carne Doce (GO), que ainda não foi vista por aqui, dois trabalhos com fortes discursos feministas. Outra atração inédita é a big band Aláfia (SP), com seu rap-funk-de-terreiro e suas letras que expõem tensões e contradições da sociedade contemporânea.

Completam o line-up dois veteranos cujos trabalhos soam atualíssimos. O sempre vanguardista Jards Macalé apresenta clássicos do seu repertório e músicas raras gravadas nos anos 1970. O show é fruto do lançamento de ‘’Jards Macalé - Anos 70’’ (Selo Discobertas), box que reúne fonogramas raros e inéditos e reedições de seus dois primeiros álbuns, lançados na década de 1970. Dona Onete (PA), que aos 76 anos é a musa da música paraense contemporânea, traz seu carimbó chamegado, cheio de sensualidade.

“Acreditamos que o Brasil vive um ótimo momento na música, com uma produção fértil e criativa. Tentamos trazer nomes que achamos relevantes e que tenham trabalhos interessantes”, explica o jornalista Luciano Matos, que divide a curadoria com os músicos Roberto Barreto (BaianaSystem) e Ronei Jorge, apresentadores do programa de rádio e profissionais atuantes no cenário da música independente nacional.

Além das apresentações musicais, debates e workshops sobre a produção musical contemporânea, encontros e geração de negócios, uma feira de produtos de moda, gastronomia e artes também fazem parte da programação do evento, que tem patrocínio do Governo da Bahia e Skol, através do programa FazCultura, e é realizado pela Tropicasa Produções.

Sobre as apresentações

Carne Doce
O grupo goiano formado pelo casal Salma Jô (voz) e Macloys Aquino (guitarra), João Victor Santana (guitarra), Ricardo Machado (bateria) e Aderson Maia (baixo) se apresenta pela primeira vez em Salvador no II Festival Radioca, no dia 3 de dezembro, no Trapiche Barnabé.  Com dois discos – Carne Doce (2014) e Princesa (2016) – a banda faz um indie rock marcado pela poesia das letras de Salma. O show por aqui será baseado no disco mais recente, que traz forte discurso feminista e aborda temas como tirania, sexo e aborto.

JosyAra
Natural de Juazeiro, a cantora, compositora, arranjadora e instrumentista JosyAra mistura na sua música ritmos brasileiros de diversas regiões, principalmente do sertão, a sonoridades mais universais. Seu trabalho é influenciado por por artistas como Gal Costa, Chico César, Caetano Veloso, Cátia de França e Belchior.

Para o show no Radioca, estará acompanhada dos músicos Tomás Bastos, no baixo, e Ariel Coelho, na percussão e bateria. Ao invés do violão, que ela costuma tocar em suas apresentações, a guitarra completa o power trio e promete arranjos mais rock’n’roll. No repertório, canções de seu primeiro disco (UniVersos, 2012) e novas composições. O show contará também com participações especiais de músicos baianos na percussão e nos sopros.

Jards Macalé
Moderno na essência, inquieto e irreverente, Jards Macalé sempre esteve ligado aos principais nomes da vanguarda cultural. Sua obra se mantém atual e é cada vez mais valorizada, com discos reeditados e remasterizados, conquistando novas gerações interessadas no melhor da cultura musical brasileira das últimas décadas.

Neste show, Jards sobe ao palco do Festival Radioca, para o lançamento da caixa ‘’Jards Macalé - Anos 70’’ (Selo Discobertas). Acompanhado por Domenico Lancelotti na bateria e Alberto Continentino no baixo, Jards Macalé presenteia o público de Salvador com apresentação em primeira mão de algumas músicas raras gravadas em 1970. No repertório ainda composições essenciais como Farinha do Desprezo, Movimento dos Barcos, 78 Rotações, Hotel das Estrelas, Negra Melodia e Mal Secreto.

Karina Buhr
Karina Buhr traz para Salvador o show de “Selvática”, seu terceiro álbum solo, lançado em 2015, trabalho guiado pela temática feminista e totalmente autoral. Baiana, criada em Recife e radicada em São Paulo, Karina tem uma fértil carreira como cantora, compositora, escritora, ilustradora e atriz. Sua presença de palco marcante garante sempre performances arrebatadoras. No palco do Radioca, estará acompanhada por MAU (baixo), Bruno Buarque (bateria), André Lima (teclados), Fernando Catatau (guitarra), Edgard Scandurra (guitarra) e Guizado (trompete).

Giovani Cidreira
Giovani Cidreira apresenta o seu trabalho de cantor, compositor e arranjador no II Festival Radioca, no dia 04 de dezembro. Músico atuante no cenário soteropolitano e ex-vocalista da banda Velotroz, segue em carreira solo desde 2014, produzindo um estilo que mistura, dentre outras coisas, MPB setentista, soul music e indie rock. No repertório do show, uma mistura de músicas do EP “Giovani Cidreira” (2014) com canções de seu primeiro álbum solo, que será lançado em 2017. Além de Giovani na voz, violão e teclado, a banda é composta por Lelo Brandão (baixo), Junix Costa (guitarra), Normando Mendes (trompete) e um baterista surpresa.

Retrofoguetes
Surf music, tango, mambo, jazz, polca e bossa nova se misturam no trabalho dos Retrofoguetes, grupo instrumental surgido em Salvador em 2002. Atualmente formada por  Morotó Slim (guitarra), Julio Moreno (guitarra), Fábio Rocha (baixo) e Rex (bateria), a banda faz um som extremamente visual e bem-humorado, com ambientação no cinema, quadrinhos e antigos seriados de TV. No Radioca, eles apresentam repertório do seu disco mais recente “Enigmascope – Volume 1” (2016), mescladas a músicas dos discos anteriores, “Ativar Retrofoguetes” (2003) e “Chachachá” (2009).

Aláfia
Formada por Eduardo Brechó (voz e guitarra), Jairo Pereira (voz), Xênia França (voz), Lucas Cirillo (gaita), Alysson Bruno (percussão), Pedro Bandera (percussão), Pipo Pegoraro (guitarra), Felipe Gomes (bateria), Gil Duarte (trombone e flauta), Fabio Leandro (teclados), Gabriel Catanzaro (baixo) e Vinícius Chagas (saxofone), a big band paulista Aláfia faz um som que mistura a linguagem das ruas com a ancestralidade afro-brasileira. Rap, música de terreiro, MPB e funk são costurados por letras que expõem tensões e contradições da sociedade contemporânea. Com dois discos, “Aláfia” (2013) e “Corpura” (2015), o grupo se apresenta pela primeira vez em Salvador no Festival Radioca.

Dona Onete
Musa da nova geração da música paraense e criadora do “carimbó chamegado”, Dona Onete acrescenta uma pitada de sensualidade e letras sobre o amor aos sons amazônicos. Aos 76 anos, em suas performances serelepes e sensuais, é acompanhada por talentos da música paraense: Pio Lobato, na guitarra; Vovô, na bateria; JP, na percussão amazônica; Breno Oliveira, no contra-baixo, e Daniel Serrão, no teclado e sax. Norepertório, canções do álbum “Feitiço Caboclo” (2012), como “Proposta indecente”, “Amor brejeiro”, “Poder da sedução”, “Moreno Morenado”, “Feitiço Caboclo” e “Jamburana”, além de canções do seu segundo álbum, “Banzeiro”, lançado neste ano, como “É no sabor do beijo”, “Tipití”, “Rio das Flores” e “Banzeiro”.

Governo da Bahia e Skol apresentam
II Festival Radioca
Quando? 3 e 4 de dezembro, 16h
Quem? Josyara, Carne Doce, Jards Macalé e Karina Buhr (03.12) e Giovanni Cidreira, Retrofoguetes, Aláfia e Dona Onete (04.12)
Onde? Trapiche Barnabé (Av. Jequitaia, n. 5, Comércio – Salvador, BA)
Quanto? R$30 e R$15 (meia)
Vendas: Sympla, lojas Mito (shoppings Salvador e Paralela) e RV Cultura e Arte (Av. Cardeal da Silva, 158, Rio Vermelho)

20 de novembro de 2013

Radioca #216

tributos radioca

Os Tributos são uma das melhores formas de trazer obras de artistas à tona, homenagear grandes nomes da música ou tornar popular canções, discos e, muitas vezes até os próprios artistas, desconhecidos da maioria. A atual geração da música brasileira tem aproveitado muito bem isso, regravando diversos nomes e retribuindo as referências e influências dos mais veteranos. No Radioca apresentamos alguns dos tributos mais interessantes lançados por esta turma. Desde os que prestam homenagem a nomes mais conhecidos, como o de Caetano Veloso, com as cantoras Céu e Luísa Maita, até os que focam obras de artistas menos populares, como o que reuniu cantoras cantando músicas de Péricles Cavalcanti, e que nós destacamos as interpretações de Karina Buhr e Bárbara Eugênia. Tem ainda o tributo a Jards Macalé, Angela Ro Rô, Itamar Assumpção e um inusitado em homenagem a banda de pagode romântico Raça Negra.

Luísa Maita - Trilhos Urbanos
CéU - Eclipse Oculto
Karina Buhr - Negro Amor
Bárbara Eugênia - Ode Primitiva
Lucas Santtana - Amor Meu Grande
Tatá Aeroplano - Balada da Arrasa
Zelia Duncan - Cabelo Duro
Zelia Duncan - Vê Se Se Esquece
Leo Cavalcanti - Hotel das Estrelas
Marcia Castro - Revendo Amigos
Lulina - Cigana
Nevilton - Vida Cigana

Programa #216

Download Radioca #216

3 de setembro de 2013

Radioca #206

Jards Macalé, Di Melo, Filipe Catto e Dão

Jards Macalé, Di Melo, Filipe Catto e Dão

Há uma música quase invisível circulando por festivais,  casas de show e bastante pela internet. Blogs, sites específicos e uma outra mídia já perceberam, mas para o grande público a possibilidade de acessar essa música é ainda muito difícil. Demanda uma curiosidade extra, já que as rádios comerciais e as emissoras de TV pouco dão espaço, como se ela não existisse. Desde sua criação, o Radioca  se propôs a ser uma das alternativas para levar a música dessa atual geração, fértil, inventiva e diversa, para o grande público. Seja na rádio Educadora, em retransmissões ou aqui no site. Toda semana tem programa novo com novidades, neste domingo tem pouco papo e muita música, passeando desde nomes pouco conhecidos desse cenário, como a banda alagoana Eek, os mineiros da Graveola e O Lixo Polifônico, o grupo instrumental Aeromosca, passando pelos baianos Manuela Rodrigues, Jeromão, Dão e Vivendo do Ócio e também  por nomes um pouco mais conhecidos como Davi Moraes e Filipe Catto. O Radioca também  retoma trabalhos de veteranos  que estão nesse mercado mais pela música do que pelas cifras e persistem, como Di Melo, Jards Macalé e Gal Costa.

Di Melo - Se o mundo acabasse em mel
Dão & A Caravana Black - Eu Vou
Davi Moraes - Bateu No Paladar
Aeromosca - Chorinho Pra Ele
Luiz Brasil - Nêgo Véio (para Lenine)
Jeromão - Redenção
Manuela Rodrigues - Vende-Se Poema
Graveola e O Lixo Polifônico - Lindo Toque
Jards Macalé - The Arcaic Lonely Star Blues
Gal Costa - Autotune Auterotico
Filipe Catto - Adoração
Apanhador Só - Nescafé
Eek - O jogo do curinga
Vivendo Do Ócio - Nostalgia

Programa #206 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Download Radioca #206

logo-radioca
O
O
O
O
O

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO

SOBRE
PROGRAMAS
ENTREVISTAS
DROPS
CONTATO